Configurando servidor FTP no Linux.

Quando trabalhamos com servidores Linux para suportar paginas web, não podemos deixar de destacar a importância da instalação de um servidor FTP. Através do servidor FTP fornecemos uma maneira segura de acessar o conteúdo dos sites, como também através do acesso podemos fazer backup, transferir dados, etc… Este artigo tem por objetivo, mostrar de uma maneira prática e objetiva a instalação de um serviço FTP no Linux.


CONSIDERAÇÕES

Estamos levando em consideração que você já possua conhecimento prévio sobre Linux, bem como sua utilização. Para este artigo iremos adotar como distribuição padrão o Debian 9 – Stretch. Caso você tenha interesse na instalação de um servidor web no Linux, acesse nosso artigo “Servidor web com apache2 – Debian 9“.


PEGA A VISÃO

Sente necessidade de se aprofundar mais na administração de sistemas Linux? Que tal seguir minha dica! Assista a vídeo aula de apresentação.


1) INSTALANDO VSFTPD.

 O vsftpd é um servidor FTP licenciado pela GPL para sistemas UNIX, incluindo o Linux. Seguro, extremamente rápido e estável.

Vamos realizar a instalação. Para isso, execute os comandos conforme ilustrado abaixo.

apt-get update
apt-get install vsftpd

2) CONFIGURANDO VSFTPD

Precisamos agora configurar nosso vsftpd. Para isso, acesse o arquivo de configuração em “/etc/vsftpd.conf“. Vamos substituir as informações do arquivo pelas descritas abaixo. Mas antes, uma boa pratica é realizar um backup do arquivo de configuração.

cp /etc/vsftpd.conf /etc/vsftpd_oud.conf 

Agora acesse seu arquivo de configuração utilizando seu editor de texto padrão, neste artigo estou utilizando o “vi”.

vi /etc/vsftpd.conf

Delete todo o conteúdo do arquivo e substitua pelas informações definidas abaixo.

listen_ipv6=NO
anonymous_enable=NO
local_enable=YES
write_enable=YES
dirmessage_enable=YES
use_localtime=YES
xferlog_enable=YES
connect_from_port_20=YES
xferlog_file=/var/log/vsftpd.log
secure_chroot_dir=/var/run/vsftpd/empty
pam_service_name=vsftpd
rsa_cert_file=/etc/ssl/certs/ssl-cert-snakeoil.pem
rsa_private_key_file=/etc/ssl/private/ssl-cert-snakeoil.key
ssl_enable=NO
check_shell=NO
pam_service_name=ftp

As configurações definidas neste artigo permitem que contas de usuários cadastradas no Linux realizem acesso e gravações. Porém, acessos anônimos não são permitidos.

Precisamos agora reiniciar o serviço.

systemctl restart vsftpd.service

Pronto! Nosso servidor FTP já estará funcionando.


3) CRIAÇÃO DE USUÁRIOS.

Os usuários como mencionados, fazem parte do Linux, inclusive se estiver com seu Linux no domínio poderá utilizar constas do mesmo para autenticar seu FTP.

Caso queira criar alguma conta específica para acesso ao FTP, podemos no momento da criação definir a pasta do site especifico como pasta padrão do usuário.

 
useradd usuario -d /var/www/html/site1 

Adicione a senha para o usuário:

passwd usuario 

CONCLUSÃO

Através deste artigo foi demostrado a instalação e configuração de um servidor FTP, de forma simples, rápida e objetiva.

Se você gostou deste post e através dele pude lhe ajudar, o que acha de aproximarmos nosso contato? Siga meu blog e me adicione no Linkedin, aproveite para classificar algumas das minhas competências/recomendações, este simples gesto faz toda a diferença.

Att,
Rafael Oliveira
SysAdmin

Você pode compartilhar esse artigo.

Siga o Blog Via E-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 46 outros assinantes

Sobre o Autor

Rafael Oliveira Maria - Linux

Rafael Oliveira

Bacharel em Sistemas de Informação, SysAdmin, Professor, Blogueiro e Entusiasta Linux.

Certificados:

LPIC-1-Large
LPIC-2
LinuxPlus Logo Certified
itil-foundation-digital-badge

Gostou do conteúdo? Ajude-me a manter o blog.

PicPay - Linux

Aceitamos pagamentos e doações via PicPay link picpay.me/rafaeloliveimar

2 respostas

    1. Boa tarde Rafael!

      Sim, o VSFTPD também roda em CentOS, porém você precisa se atentar para os comandos derivados do Redhat, como comandos de atualização, instalação etc. Este artigo foi baseado em Debian.

      Att,

Ficou com dúvida? Alguma Sugestão ou Elogio? Deixe seu comentário!